Três alunos e uma professora trabalhando em uma mesa branca

 

Um grupo de três alunos da Escola Estadual Bom Pastor, em Chapecó, Santa Catarina, foi premiado na 8ª edição do Solve For Tomorrow, programa global da Samsung no Brasil com coordenação geral do Cenpec. Os estudantes desenvolveram um protótipo para a reabilitação pulmonar de pacientes com sequelas da Covid-19 e ficaram entre as três equipes mais votadas pelo Júri Popular. As votações aconteceram entre os dias 12 e 17 de novembro pelo site do programa e a cerimônia de premiação foi transmitida ao vivo pelo canal do YouTube  Samsung Brasil e do Respostas para o Amanhã no dia 18.

 

O projeto foi criado no momento em que grande parte do sistema de saúde do estado de Santa Catarina estava saturado, inclusive para o atendimento assistencial pós-Covid. O protótipo funciona como uma alternativa simples e barata para ajudar na recuperação da capacidade respiratória após a infecção pelo vírus da Covid-19. Os alunos ainda criaram um aplicativo no qual os voluntários do projeto puderam responder um formulário ao longo do uso do protótipo para registrar os dados de sua evolução.

 

“Somos muito gratos por cada voto que recebemos, pois acreditamos que nossa conquista é coletiva. Desenvolver esse projeto foi desafiador, mas o desejo de ajudar outras pessoas foi algo que sempre nos impulsionou a continuar. Além disso, todos os envolvidos aprenderam muito em cada etapa. Também agradecemos imensamente as pessoas que participam ativamente do Solve for Tomorrow , que nos ofereceram todo o suporte necessário. E nós seguimos em frente! Não vamos parar por aqui”, conta Oeliton Vieira Fortes, professor de matemática e orientador da equipe.

 

Para apresentar projetos consistentes e inovadores, os alunos contaram com mentorias oferecidas pela equipe do programa, de forma a guia-los no processo de desenvolvimento de seus protótipos e alcançar o máximo potencial por meio do conhecimento adquirido em sala de aula. Além da equipe de Chapecó (SC), também foram premiados alunos do Ceará, Pernambuco, Rio Grande do Sul e São Paulo, além de uma menção honrosa aos participantes da cidade de Toledo, no Paraná.

 

“O Solve For Tomorrow é uma iniciativa que beneficia a todos os envolvidos, pois além de promover educação de qualidade e oportunidade de aprendizagem, o programa também busca melhorar a qualidade de vida das pessoas e tornar o mundo um lugar melhor. Estamos cada vez mais próximos de alcançar esse objetivo e isso fica muito claro quando nos deparamos com esses projetos inteligentes e inovadores. Estamos muito orgulhosos pelo trabalho apresentado pela equipe de Chapecó”, afirma Isabel Costa, Gerente de Cidadania Corporativa da Samsung Brasil.

 

“Mobilizar os (as) estudantes para atuar na solução de problemas locais, a partir da investigação científica, da abordagem STEM e de muita criatividade, é ver resultados como este, um protótipo de recuperação pulmonar. A partir de um problema grave, como o da pandemia de covid-19 e dos números de internados na região, os (as) alunos (as), com o apoio de parcerias com universidade e especialistas, desenvolveram o protótipo de um instrumento para apoiar na recuperação das pessoas com sequelas da infecção, e isso nos dá muito orgulho e nos mostra que estamos no caminho certo”, aponta Ana Cecília Arruda, coordenadora de programa e projetos do Cenpec.

 

Premiação Solve For Tomorrow

 

Os projetos vencedores pelo Júri Popular foram contemplados com o Troféu “Projeto Vencedor pelo Júri Popular” e fones de ouvido Samsung Buds+ para cada um dos estudantes e seus respectivos professores orientadores.

 

Já os projetos selecionados como Vencedores Nacionais foram contemplados com uma Smart TV Samsung para suas respectivas escolas, além de smartphones (1º lugar), tablets (2º lugar) e smartwaches (3º lugar) para cada aluno das equipes vencedoras. Além disso, todos os estudantes finalistas receberam um notebook Samsung, assim como os professores semifinalistas.

 

No Brasil desde 2014, o Solve For Tomorrow é um programa global da Samsung que desafia alunos e professores da rede pública de ensino a desenvolverem soluções com experimentação científica e/ou tecnológica por meio da abordagem STEM (sigla em inglês para Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática). A iniciativa já envolveu mais 165 mil estudantes, 22 mil professores e 5 mil escolas públicas em 8.113 projetos inscritos, e a 8ª edição, que também foi a segunda a acontecer de forma totalmente remota por conta da pandemia, registrou um aumento de 22% na participação de estudantes, como também em 40% na de professores e 52% na de escolas.

 

O programa busca capacitar futuras gerações para alcançarem seu pleno potencial por meio da Educação e conta com uma rede de parceiros, como a representação no Brasil da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO no Brasil), da Rede Latino-Americana pela Educação (Reduca) e da Organização dos Estados Ibero-americanos (OEI), além do apoio do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

 

Para mais informações, acesse o site https://respostasparaoamanha.com.br/ ou baixe o aplicativo do Respostas para o Amanhã na Play Store.